Rio surfe Pro 2018 Brasil será na Tijuca

Rio surfe Pro 2018 Brasil será na Tijuca

Sem previsão de chuva e aproveitando ainda ondulações da ressaca que varreu a cidade nessa última quinta-feira, começa às 8h dessa sexta-feira, na praia da Barra da Tijuca, em frente ao quiosque 37/38 (Rico Point), o Rio Surf Pro Brasil 2018, etapa regional do Tour Abrasp 2018. O evento tem a premiação total de R$ 40 mil, com disputas nas categorias Masculino Pro, Feminino Pro e Kahuna, confronto especial para competidores com mais de 45 anos.

A lista de estrelas do esporte é grande, reunindo competidores das mais diferentes gerações. Ídolos como os ex tops do Circuito Mundial Guilherme Herdy, Victor Ribas e Léo Neves vão medir forças com os talentos da novíssima geração, Matheus Herdy e João Chianca. Um dos destaques é o irmão do João, Lucas Chianca, que na semana passada recebeu o prêmio da melhor desempenho em ondas grandes na temporada 2017 da WSL. Lucas está retornando de Portugal e chega no dia do evento, direto para as areias da praia da Barra.

No Feminino estão confirmadas a atual campeã nacional, Luana Coutinho, e estadual, Kayane Reis. Além da Bicampeã brasileira profissional, Suelen Naraísa e as meninas da nova geração a cearense Yanca Costa e a carioca Julia Camargo.

Esta será a sexta etapa do Tour Abrasp 2018, que já passou pelo Ceará, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná antes de chegar ao Rio de Janeiro. O projeto Rio Surf Pro Brasil 2018 será composto por três eventos. Além desse primeiro, na Barra da Tijuca, estão previstas etapas no Recreio, no mês de julho, e na praia de Grumari, em setembro.

Durante o evento será realizada uma campanha de arrecadação de casacos e outras roupas para o inverno. Essas serão doadas para uma instituição indicada pela Seelje. Os participantes dessa ação concorrerão ao sorteio de uma prancha Wetworks, que será realizado durante a cerimônia de premiação. Também serão oferecidas 06 inscrições gratuitas para surfistas carentes da cidade do Rio de Janeiro. A triagem será feita pela Abrasp, levando em consideração a capacidade técnica do atleta e sua condição social.

O evento tem transmissão ao vivo pelo site da Associação Brasileira de Surf Profissional.

Por Pedro Monteiro

Compartilhe.