Atual campeão mirim e garantido na final internacional deste ano, o catarinense Leonardo Barcelos quer um novo título no Rip Curl Grom Search 2017. O surfista de Imbituba é um dos favoritos da categoria sub16 na abertura do Circuito, no sábado e domingo (28 e 29), na Praia da Joaquina, em Florianópolis/SC, e motivação falta.

No ano passado, ele garantiu, de forma convincente, o caneco, com 100% de aproveitamento, e acaba de retornar do Havaí, onde treinou um mês. Nesta nova edição, novamente o início será em ondas catarinenses e Leo espera repetir o bom desempenho numa das praias que mais gosta de surfar. “Estou treinando muito para o bicampeonato, mas sei que todos também estão se preparando muito bem. Vou fazer a minha parte. Fiquei um mês no Havaí e melhorei muito o meu surf nas ondas menores e também as manobras radicais”, conta o atleta. “Gosto muito de competir na Joaca. É uma das minhas praias preferidas. As ondas são muito boas, a galera local é muito gente final e a praia linda. Estou amarradão de ser lá”, destaca.

Apesar de querer o bicampeonato, Leo confessa que o foco é mesmo para a final internacional do Rip Curl Grom Search, reunindo atletas de várias partes do Mundo, em local a ser divulgado em breve. “O meu pensamento é nesse evento. Ano passado venci as três etapas e espero representar muito bem o Brasil lá fora”, fala o surfista de 15 anos. Na disputa pelo título da mirim, ele terá como grandes rivais o potiguar Matheus Sena, campeão da iniciante (sub14) em 2016, os paulistas Eduardo Motta, que também já ergueu a taça no Rip Curl Grom Search, Diego Aguiar, Daniel Adisaka, Heitor Duarte, Fernando John John, Mateus Lima e Vinicius Parra; Daniel Templar, do Rio de Janeiro, e os conterrâneos Lucas Vicente, também chegando do Havaí, Ian Casal e Luiz Mendes.

Assim como a mirim, a feminina tem o limite de 16 anos e também garante a campeã do Circuito na final internacional de 2018. Já no masculino, o Rip Curl Grom Search 2017, também conta com as disputas na iniciante (no máximo 14 anos) e grommet (12 anos para baixo).

Por Fabio Maradei

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.