O Brasil nunca tinha vencido a etapa sul-africana do World Surf League Championship Tour até Filipe Toledo quebrar esse tabu no ano passado. Agora, ele voltou a brilhar nas direitas de Jeffreys Bay conquistando o bicampeonato no Corona Open J-Bay na final com o mesmo australiano Wade Carmichael, que derrotou na decisão do Oi Rio Pro em Saquarema (RJ).

Filipe Toledo (Foto: @WSL / Pierre Tostee)

Esta foi a quinta vitória consecutiva do Brasil nas seis etapas da temporada completadas
Com o resultado do Corona Open J-Bay, apenas os dois primeiros do ranking vão brigar pela lycra amarela do Jeep Leaderboard na próxima etapa, Filipe Toledo e o australiano Julian Wilson, que vai defender o título do Billabong Pro Teahupoo conquistado na final do ano passado contra Gabriel Medina no Taiti. O campeão mundial de 2014 subiu da quarta para a terceira posição no ranking, mas não consegue ultrapassar a pontuação atual de Filipe Toledo, mesmo que vença outra vez o campeonato nos tubos mais temidos do mundo.

A expectativa de todos agora é saber se alguém poderá parar a série de vitórias verde-amarelas no World Surf League Championship Tour deste ano. Julian Wilson ganhou a primeira na Gold Coast e as outras cinco foram vencidas por brasileiros. Depois, o potiguar Italo Ferreira foi o campeão do Rip Curl Pro Bells Beach também na Austrália, Filipe Toledo conseguiu seu segundo título no Oi Rio Pro em Saquarema, Italo Ferreira conquistou sua segunda vitória no Corona Bali Protected, Willian Cardoso festejou a primeira dele no Uluwatu CT também na Indonésia e agora Filipe Toledo também venceu sua segunda etapa no ano em Jeffreys Bay.

O ranking também segue dominado pelo Brasil, com Filipe Toledo em primeiro lugar, Gabriel Medina em terceiro, Italo Ferreira em quarto e Willian Cardoso em sétimo. Além deles, mais três também estão no grupo dos 22 primeiros que são mantidos na elite para o CT do ano que vem, o cearense Michael Rodrigues em 11.o lugar, o campeão mundial Adriano de Souza em 16.o e o catarinense Tomas Hermes fechando a lista na 22.a colocação. Os outros terão mais cinco etapas para entrar na zona de classificação, ou então confirmarem suas permanências entre os dez indicados pelo ranking do WSL Qualifying Series.

Filipe vai competir com a lycra amarela na próxima, o Billabong Pro Teahupoo, de 10 a 21 de agosto no Taiti.

Por João Carvalho

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.