Vicentino João Neves está voltando ao Brasil depois de ficar confinado em El Salvador

João Neves / Foto DivulgaçãoJoão Neves / Foto Divulgação

Sensação de alívio! O surfista e corretor de imóveis João Neves, que desde o último dia 17 estava confinado em El Salvador, por conta da quarentena imposta naquela país devido ao COVID-19, está voltando ao Brasil. Seu voo chega ao aeroporto de Guarulhos na madrugada deste sábado (11), às 1h10. Nesta sexta-feira ele seguiu até o aeroporto da capital salvadorenha, San Salvador, tendo salvo conduto para passar por todas os pontos de retenção do Exército e Polícia, fiscalizando a circulação de pessoas no País.

João estava em El Cuco, a quatro horas da capital, desde o dia 4 de março e tinha retorno marcado para o dia 1º, mas foi surpreendido com o cancelamento de seu voo, com o início da quarentena. Sua passagem seria remarcada somente para o dia 5 de maio. Nesse tempo ele ficou confinado na pousada, contando com a ajuda de pessoas da comunidade, por estar impossibilitado de sair para comprar comida até.

Ele procurou manter contato com os órgãos oficiais, tanto via Embaixada, quanto direto com o Itamaraty, no Brasil, e nesta quinta-feira recebeu a mensagem oficial que todos os cidadãos brasileiros retidos no país retornariam num voo humanitário organizado pelo Governo brasileiro e operado pela companhia aérea Wingo, passando também por Nicaraguá, Costa Rica e Colômbia.

“É uma sensação de alívio. Gostaria de agradecer o carinho imenso que cada um para que isso fosse capaz de acontecer. O embaixador não mediu esforço algum para nos ajudar. Muitos brasileiros felizes aqui e, com certeza, também nossas famílias e amigos no Brasil”, falou João já no aeroporto, citando o embaixador João André Lima, que estava recebendo os brasileiros pessoalmente.

View this post on Instagram

Sensação de alívio! O surfista e corretor de imóveis João Neves, que desde o último dia 17 estava confinado em El Salvador, por conta da quarentena imposta naquela país devido ao COVID-19, está voltando ao Brasil. Seu voo chega ao aeroporto de Guarulhos na madrugada deste sábado (11), às 1h10. Nesta sexta-feira ele seguiu até o aeroporto da capital salvadorenha, San Salvador, tendo salvo conduto para passar por todas os pontos de retenção do Exército e Polícia, fiscalizando a circulação de pessoas no País. João estava em El Cuco, a quatro horas da capital, desde o dia 4 de março e tinha retorno marcado para o dia 1º, mas foi surpreendido com o cancelamento de seu voo, com o início da quarentena. Sua passagem seria remarcada somente para o dia 5 de maio. Nesse tempo ele ficou confinado na pousada, contando com a ajuda de pessoas da comunidade, por estar impossibilitado de sair para comprar comida até. Ele procurou manter contato com os órgãos oficiais, tanto via Embaixada, quanto direto com o Itamaraty, no Brasil, e nesta quinta-feira recebeu a mensagem oficial que todos os cidadãos brasileiros retidos no país retornariam num voo humanitário organizado pelo Governo brasileiro e operado pela companhia aérea Wingo, passando também por Nicaragua, Costa Rica e Colômbia. “É uma sensação de alívio. Gostaria de agradecer o carinho imenso que cada um para que isso fosse capaz de acontecer. O embaixador não mediu esforço algum para nos ajudar. Muitos brasileiros felizes aqui e, com certeza, também nossas famílias e amigos no Brasil”, falou João já no aeroporto, citando o embaixador João André Lima, que estava recebendo os brasileiros pessoalmente.

A post shared by FMA Notícias (@fmanoticias) on

Compartilhe.