Nesta quinta-feira, 11/10, rolou a disputa por vagas para as quartas de final do Roxy Pro France e a grande surpresa foi a eliminação das líderes do ranking, Stephanie Gilmore e Lakey Peterson. Com isso, a decisão do título mundial ficou para a última etapa no Havaí e a terceira fase feminina terminou com vitória da número 3 do Jeep Leaderboard, a gaúcha Tatiana Weston-Webb.

Stephanie Gilmore (AUS) (@WSL / Poullenot)
Stephanie Gilmore (AUS) (@WSL / Poullenot)

As favoritas ficaram em último lugar nas suas baterias e a disputa entre elas acabou ficando para a última etapa, na ilha de Maui, no Havaí. A primeira a cair foi a número 1 Stephanie Gilmore que chegou a tirar a maior nota da bateria – 8,27 – em sua última onda, no entanto faltaram míseros seis centésimos para conseguir a classificação para as quartas de final. Isso porque, também na última onda, a havaiana Malia Manuel conseguiu um 6,77 para passar em segundo com 12,60 pontos, contra 12,54 da hexacampeã mundial. A vencedora foi a norte-americana Courtney Conlogue com 13,60 pontos.

“No começo, eu perdi algumas boas oportunidades de surfar quando estava com a prioridade (de escolha da próxima onda)”, admitiu Stephanie Gilmore. “Então comecei a me estressar e continuei cometendo erros. Somente no final da bateria, consegui aquela onda com pontuação excelente, mas o problema foram as outras que não renderam muita coisa. É difícil de engolir uma derrota assim. É a pior sensação você treinar tanto e não conseguir fazer na bateria”.

A derrota prematura de Stephanie Gilmore era a chance que Lakey Peterson precisava para se aproximar do sonho do seu primeiro título mundial. Mas, a norte-americana também ficou em último em outra bateria bem disputada, definida por pequenas diferenças. A havaiana Coco Ho venceu por 13,34 pontos, contra 13,03 da australiana Bronte Macaulay e 12,37 da vice-líder do ranking. Agora, o máximo que ela pode conseguir é empatar com Gilmore se vencer a última etapa no Havaí. Aí o título mundial seria decidido em uma bateria extra entre as duas.

“Essa era a grande chance para eu chegar no Havaí em uma posição melhor e eu estava sentindo que daria tudo certo, mas não foi bem assim”, lamentou Lakey Peterson. “Honestamente, eu mesma estou decepcionada com o meu surfe aqui. Eu não consegui surfar muito nos últimos dias, porque fiquei um pouco doente. Mas, é legal ainda estar na briga pelo título e que a decisão foi para o Havaí. Vou para casa agora descansar, porque esses dias tem sido muito tensos e preciso descansar para chegar bem no Havaí”.

Como não avançou para somar mais pontos no ranking, o máximo que Lakey Peterson consegue agora é igualar os 61.175 pontos de Stephanie Gilmore. Para isso, ela tem que vencer o Maui Beachwaver Pro em Honolua Bay, no Havaí, com a australiana não podendo chegar nas semifinais. Caso aconteça essa combinação, as duas terão que decidir o título em uma bateria extra na ilha de Maui. Já Gilmore iguala o heptacampeonato da recordista Layne Beachley se passar das quartas de final no Havaí.

As líderes caíram na quinta-feira, mas a número 3 do Jeep Leaderboard não. A gaúcha Tatiana Weston-Webb não tem mais chances de brigar pelo título mundial, mas segue fazendo uma grande campanha esse ano no World Surf League Championship Tour. Ela fez o segundo maior placar do dia entre as meninas, com as notas 7,67 e 6,67 que somou na vitória por 14,34 pontos. A briga pela última vaga para as quartas de final foi entre duas australianas e a jovem Macy Callaghan superou a experiente Sally Fitzgibbons por 13,30 a 13,17 pontos.

“Antes da bateria, eu e o meu técnico definimos uma estratégia, mas aconteceu completamente o oposto do que combinamos”, contou Tatiana Weston-Webb. “Eu tive que redefinir tudo, mas você sempre tem que estar pronta para lutar, não importa como seja a bateria. Nesses últimos dias, houve muitas reviravoltas no final das baterias, especialmente nas dos homens. Então, eu tinha que ficar atenta até o fim. Esta rodada é muito mais intensa, então estou feliz pela vitória e por continuar competindo aqui”.

Por João Carvalho

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.