O cearense Michael Rodrigues usou os aéreos para vencer sua bateria na quinta-feira, 11/10, de ondas de 4-6 pés na praia Les Culs Nus, em Hossegor, na França. Ele foi o quarto brasileiro a passar para a rodada classificatória para as quartas de final do Quiksilver Pro France. Ele era o único brasileiro que faltava para competir na terceira fase e ele escolheu as manobras aéreas para liquidar o havaiano Ezekiel Lau.

O cearense achou boas rampas para voar nas direitas de Les Culs Nus e completou o “full rotation” em duas ondas que valeram notas 7,33 e 6,20. Com elas, derrotou seu oponente por 13,53 a 11,16 pontos e praticamente garantiu sua permanência na elite dos top-34 para o World Surf League Championship Tour do ano que vem.

“É um sonho para mim estar aqui no WSL Tour competindo com os melhores surfistas do mundo nas melhores ondas do mundo”, disse Michael Rodrigues, que vai disputar duas vagas para as quartas de final com Gabriel Medina e o australiano Mikey Wright. “Agora estou me sentindo exatamente como gostaria, com confiança para as próximas baterias aqui. Acho que foi melhor terem parado o evento ontem (quarta-feira) por causa do vento, pois as condições estão bem melhores para competir hoje (quinta-feira) de manhã”.

A quinta-feira terminou com o australiano Julian Wilson derrotando o francês Joan Duru. Com isso, o número 3 do Jeep Leaderboard reuniu chances matemáticas de seguir na briga pelo título mundial da temporada contra os brasileiros Filipe Toledo e Gabriel Medina. Isso mesmo que Medina conquiste sua quarta vitória no Quiksilver Pro France. O campeão mundial de 2014 assume a liderança do ranking se passar mais duas baterias em Hossegor, ou seja, ele tira a lycra amarela do Jeep Leaderboard de Filipe Toledo se chegar nas semifinais.

Por João Carvalho

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.