A próxima parada será a Capital Paulista, mas antes, o Projeto Manobra da Virada, desenvolvido pela ONG Social Skate, agitou a cidade de Campinas, que na opinião dos organizadores e toda a equipe de apoio técnico foi uma das experiências mais incríveis que todos ali vivenciaram por meio do skate.

Foto Lucas Pereira
Foto Lucas Pereira

“Como muitos sabem um dos compromissos do projeto é atender portadores de necessidades especiais e em cada etapa tem recebido alunos das APAE nos locais da atividade. Porém, na cidade de Campinas nós fomos convidados a realizar a ação dentro da unidade deles”, comentou Sandro Testinha, orgulhoso do feito.

O desafio foi cumprido e a equipe atendeu os cerca de 200 alunos da entidade em sua maioria portadores de necessidades. Foi montada a pista de skate dentro da quadra da unidade e lá eles vivenciaram experiencias incríveis.

Os alunos da APAE, de várias idades, realizaram o sonho passaram pela sensação do que é andar de skate. Todos tiveram a máxima atenção dos instrutores do projeto Manobra da Virada, que transmitiram total confiança. Alguns alunos não podiam ficar de pé e utilizaram do skate longboard – mais largo e cumprido – para irem sentados ou mesmo deitados. “Todos tiveram uma imensa alegria. Nós conseguimos transmitir a eles o que fazemos de coração para várias crianças de Calmon Viana, em Poá. Eles sentiram o famoso vento na cara que só quem anda de skate sobe o que é”, complementa Leila Vieira, pedagoga do projeto.

Foto Lucas Pereira
Foto Lucas Pereira

Após cumprirem a agenda com o público da APAE, a equipe do Manobra da Virada seguiu para a Estação Cultura, no centro de Campinas. Local onde funcionou a antiga estação ferroviária e hoje é um espaço cultural. Lá foi desenvolvida a segunda ação do dia utilizando o skate. Em questão de minutos o local já estava tomado por crianças, jovens, adultos e até pessoas da “melhor idade” que aceitaram aprender os primeiros passos no skate.

Também participaram das ações alunos da Escola Municipal do Parque Oziel, que tiveram uma manhã muito produtiva dentro do projeto. Os alunos também foram prestigiados com uma apresentação de skate com os instrutores da ONG, juntamento com a participação dos skatistas profissionais Elton Melonio e Mailton dos Santos, que além de se apresentarem bateram um papo com os jovens e falaram um pouco de suas vidas e início de carreira.

Os interessados em participar do Projeto Manobra da Virada na Capital Paulista já podem se inscrever por meio do site https://www.socialskate.org.br/manobra-da-virada da ONG Social Skate ou pessoalmente nos locais onde o projeto for implantado (sujeitos aos horários disponíveis) munido com documentos pessoais (RG).

Em todos os locais de realização do Manobra da Virada, serão convidadas ONGs que trabalham com pessoas portadoras de necessidades especiais, como a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), tanto em Valinhos como em Campinas. Veja em vídeo um pouco do trabalho do Manobra da Virada – http://innersport.com.br/manobra-da-virada-em-poa/

Foto Lucas Pereira
Foto Lucas Pereira

Atenção: menores de idade (a partir dos 7 anos) só poderão participar acompanhados de um responsável, que na ocasião assinará um termo autorizando a participação da criança nas atividades. Todos os participantes receberão um skate, capacete, joelheira, cotoveleira e luva protetora contra torção. Os equipamentos deverão ser devolvidos após as atividades.

O objetivo do Projeto Manobra da Virada, aprovado pela Lei Paulista de Incentivo ao Esporte (ICMS), é atender em seis meses mais de 2 mil jovens, por meio de oficinas de skate, em parques e áreas públicas do Estado, jovens interessados e que nunca tiveram acesso à modalidade ou não usufruíram de estrutura para praticar o esporte.

Desenvolvido pela ONG Social Skate, o projeto já passou por Poá e Sorocaba, Valinhos e Campinas sempre com o patrocínio do TNT Energy Drink e apoio da WestRock, Nike SB e Instituto Incentivar.

Sobre a ONG Social Skate – A Associação Social Skate tem como proposta a realização de atos que visem a inclusão social, educacional e cultural de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, por meio de atividades esportivas, culturais, de lazer, preservação ambiental e alimentação saudável. Atualmente são atendidas cerca de 150 crianças e adolescentes, os projetos permanentes da ONG, hoje, são o Manobra do Bem, que oferece atividades com skate diárias e a Horta Comunitária, onde as crianças do projeto recebem aulas de preservação do meio ambiente e atuam no plantio e cuidados de alimentos orgânicos.

Por Charles Roberto

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.