Na última quinta-feira (17), o site ComSurf publicou em seu edital uma pesquisa realizada pela Stabmag. Nela, foi perguntado para 50 dos principais nomes do Surf da atualidade, tais como: Kelly Slater, John John Florence, Gabriel Medina, Dane Reynolds, Noa Deane, Steph Gilmore, e muitos outros , quem eram os 5 melhores surfistas do ano!  Após a votação dessas 50 lendas do esporte, saiu o resultado!! Italo Ferreira foi o melhor surfista de 2018!

Foto: Reprodução ComSurf

Para quem acompanhou o ano de Italo Ferreira isso pode não parecer uma surpresa, mas há dois elementos que poderiam jogar contra esse resultado, e que na minha opinião, só engrandecem esse feito! Primeiro elemento: apesar de vitórias incríveis no tour, Italo ficou apenas em 4 lugar no WCT desse ano! Segundo elemento, e é aí que eu acho que está o X da questão: entre os 50 surfistas que votaram, a maioria esmagadora são americanos, havaianos e australianos.

Sobre o elemento 1, para mim diz muito sobre a personalidade do Ítalo. Para ele é 8 ou 80, não existe não arriscar, não ir com tudo. Isso pode ter atrapalhado ele na disputa do caneco, mas com certeza ajudou no reconhecimento de performances memoráveis ao longo do ano, muito acima de seus colegas do Tour.

O que me surpreende mais ainda é o elemento 2, que é a questão de haver uma certa “panela” histórica entre os atletas e especialistas dos EUA, Havaí e Austrália, sempre puxando a sardinha para seu próprio oceano.  Isso aliado ao fato histórico de um certo preconceito contra os brasileiros, torna a vitória de Ítalo Ferreira, um feito histórico e emblemático para o Surf brasileiro.

E tem mais! Adivinhem vocês quem ficou em 2º e 3º lugar nessa pesquisa! Sim, Gabriel Medina e Felipe Toledo! Dominamos as 3 primeiras colocações nessa pesquisa histórica. A Brazilian Storm não é novidade para ninguém, basta olhar como acabou o ranking do WCT nesse ano, entretanto, um resultado mais subjetivo, baseado em opiniões, como esse da pesquisa, pode indicar muito mais do que fatos concretos como resultados em competições.

A Brazilian Storm parece ter derrubado mais uma barreira: a do bairrismo e do preconceito no mundo do Surf! Além de vitoriosos e campeões, agora somos também reconhecidos pelos especialistas como os melhores do mundo!

Mais uma vez parabéns ao Italo, Medina e Toledo por representarem tão bem nosso país ao longo de 2018! E que venha 2019!!!

Por Caio Brazzo Siqueira

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.