Filipe Toledo fala sobre a disputa pelo título mundial

De volta da etapa do Tahiti, onde garantiu o excelente terceiro lugar e manteve a liderança do ranking mundial, Filipe Toledo falou sobre a disputa pelo título mundial, o resultado em Teahupoo, e as próximas etapas, sobretudo a estreia da piscina de ondas do Surf Ranch oficialmente no Tour, com novo formato de competição.





FMA -Como foi o sentimento depois de um excelente terceiro lugar no Tahiti? Muitos falaram que esse seria o seu descarte, no entanto foi um resultado mais do que positivo.

T – Sem dúvida, o Tahiti foi sempre um campeonato muito desafiador para mim. Um evento que sempre quis mostrar evolução, mostrar que eu também sou capaz e esse ano eu consegui fazer isso como terceiro colocado e um resultado que entrou para a soma.

FMA – Para você, como é manter a lycra amarela e ir para mais uma etapa como líder?

T – É muito gratificante continuar com a lycra amarela, como número 1 do Mundo, e com bastante pontos acumulados já. Acho que é mais confiança, mais determinação, mais força de vontade para as próximas etapas.

FMA – Já fez as contas do que precisa para chegar ao título?

T – Não, ainda não, mas de uma forma bem simples é sempre vencer os eventos, manter resultado que some para mim. É sempre poder chegar nas quartas-de-final, semifinal e final.

FMA – Ainda temos quatro etapas, qual a que gera maior expectativa? É a próxima?

T – Acho que não. Acho que todas geram expectativa muito grande, ainda mais nessa segunda metade do ano, as últimas etapas, todo mundo tendo de mostrar resultados, mostrar o trabalho. Então, acho que essas últimas quatro etapas são as mais decisivas.

FMA – Já estudou o novo formato para a piscina? Gostou?

T – Sim, a gente teve várias reuniões durante o ano todo para decidir o formato do campeonato e eu acho que vai ser muito positivo, de uma forma diferente do que está acostumado, mas ao mesmo tempo vai ser bem legal.

FMA – No Surf Ranch, nas duas disputas que participou, você foi destaque. Isso é uma motivação a mais?

T – Sem dúvida, a onda da piscina do Kelly (Slater) eu gosto muito, uma onda high performance, rápida e que acho que encaixa com o meu surf e essas performances em mente vai me ajudar nas horas da bateria a conseguir mais um bom resultado.

FMA – Na etapa de Portugal você já foi do primeiro ao 25º lugar. No ano passado, saiu de “cara” tanto em Portugal quanto na França. Isso gera alguma preocupação?

T – Não, nenhuma! Acho que o que ficou no passado, é passado. Esse é um outro ano, uma outra trajetória, um outro treinamento. Então, o que ficou lá atrás, ficou lá atrás e agora é bola para frente, pensar no presente e tentar fazer o melhor.

Filipe Toledo volta a competir no Men’s Championship Tour 2018 na 8ª etapa – Surf Ranch Pro, a piscina de ondas criada por Kelly Slater, de 6 a 9 de setembro, em Leemore, na Califórnia/EUA. Depois, terá as etapas Quiksilver Pro France, de 3 a 4 de outubro, MEO Rip Curl Pro Portugal, de 16 a 27 de outubro, e a grande final, Billabong Pipe Masters, de 8 a 20 de dezembro, no Havaí. Filipe compete com patrocínios da Hurley, Oi, Monster Energy, Nike, Oakley, GoPro, Sun Bum, SmoothStar, Stance, pranchas Sharp Eye e FCS.

Por Fabio Maradei

Compartilhe.