Primeiro foi o Ítalo Ferreira, agora o catarinense Tomas Hermes foi eliminado depois de despachar o australiano Matt Wilkinson no último duelo da repescagem. No entanto, só depois de esperar por cerca de 15 minutos para a equipe de segurança espantar um tubarão que tinha aparecido na área do campeonato.

Tomas Hermes (SC) (@WSL / Kelly Cestari)

Mas ele enfrentou outro local do pico e o sul-africano Jordy Smith pegou as melhores ondas que entraram na bateria para superar Tomas Hermes por 14,07 a 12,63 pontos. Foi a quarta eliminação brasileira na terça-feira. As outras três aconteceram na repescagem, todas em baterias bem disputadas e encerradas por pequenas diferenças. A primeira do dia foi definida nas últimas ondas surfadas pelos dois competidores. A do paulista Miguel Pupo valeu 6,17, contra 6,43 do taitiano Michel Bourez, que avançou por 12,16 a 11,50 pontos.

O pernambucano Ian Gouveia ficou ainda mais perto da vitória em sua última onda. Ele tinha a maior nota – 8,0 – da bateria e precisava de 6,26 para conquistar a classificação, porém a nota saiu 6,23 e acabou perdendo por 3 centésimos no placar de 14,26 a 14,23 pontos contra Owen Wright. O paulista Jessé Mendes também surfou bem ganhando notas 7,93 e 7,33 e foi derrotado por pouco pelo irmão mais jovem do australiano, com Mikey Wright conseguindo os pontos que precisava na última onda para garantir a vitória por 16,17 a 15,26.

Por João Carvalho

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.