Decisão histórica em Maresias

Decisão histórica em Maresias

Uma grande festa, dentro e fora do mar. É o que promete a etapa decisiva do Circuito Paulista Universitário de Surf, comemorando os 20 anos do evento, nos próximos dias 1º e 2 de dezembro, na badalada Praia de Maresias, em São Sebastião. A competição reunirá surfistas em quatro categorias, a open, para quem estuda em faculdades no litoral; a paulistana, para alunos da capital e do interior; a feminina; e a formados.

Foto: Márcio Rovai

Outras atrações são o tag team, revezamento entre equipes de faculdades, e a Expression Session, valendo a manobra mais radical na bateria. Junto às disputas nas ondas, o evento conta com diversas atividades gratuitas na areia, promovendo uma grande integração entre atletas e público em geral, como slackline, cama elástica, vôlei de praia, yoga e ping pong.

Também customização de ecobags, balance boards, simulador de surf, aerosurf, ping pong, mesa ball, cabo de guerra, mutirão de limpeza, além da possibilidade de test drive de pranchas e quilhas no mar. Para completar, a escolha da Garota Universitária e a festa à noite, para comemorar duas décadas do Circuito.

“A galera pode esperar disputas muito boas na água e muita gente na praia, com várias atividades rolando, além do surf, numa super integração e coroando os campeões dessa edição histórica de 20 anos”, diz o organizador do Circuito, desde a sua criação, e presidente do Instituto Brasileiro de Surf (Ibrasurf), Alexandre Zeni.

Ele destaca o sentimento de orgulho e alegria pela continuidade do evento por duas décadas, sem interrupções. “O sentimento é muito bom. Muita gratidão. É uma história de muito trabalho, mas principalmente de amizades. A energia de tantas pessoas que passaram, diferentes, mas com o mesmo amor comum ao surf. É o surf style”, fala. “No Brasil, você conseguir fazer algo durante 20 anos é bem difícil. Somos gratos à equipe que sempre esteve ao lado do Ibrasurf, aos patrocinadores, parceiros, aos atletas, a galera das faculdades. Sem eles, nada disso ia acontecer”, complementa

Com 20 anos de história, foram muitos atletas que passaram pelas etapas realizadas, mostrando a força da competição. Nomes conhecidos no cenário e um dos grandes exemplos é Ricardo Toledo, bicampeão brasileiro profissional, pai e técnico de Filipe Toledo, que estudou para se preparar para a carreira. Outros surfistas conhecidos são o campeão mundial de sup, Luiz Diniz, o big rider Daniks Fischer, e Caio Faria, que hoje se dedica à produção de vídeos.

Na paulistana, Pedro Regatieri, Michel Cardoso, que segue participando do evento, agora como locutor, Rafael Spitaletti e João Carlos Chaves. Entre as meninas, Francisca Pereira, Bruna Queiroz, Jahia Bettero, Gisele Garcia, Georgia Paschoal, kaena Brandi e Alana Pacelli.

Na etapa inicial da 20ª edição do Circuito Paulista Universitário de Surf, realizada na Praia de Itamambuca, em Ubatuba, quem levou a melhor na open foi o atual campeão estadual e brasileiro da categoria, Guilherme Silva, de Guarujá, pela Faculdade Don Domênico. Na paulistana, Yuri Aguiar, do Mackenzie, foi o vencedor. Entre as meninas, a vencedora foi Yohanna Sarandini, de Santo André, pela UniABC.

Já na categoria formados, o agora professor de Direito, Maurício Duarte, de Santos, pelo Mackenzie, foi o grande vencedor. No tag team, o Mackenzie levou o troféu, enquanto que na Expression Session, o autor da manobra mais radical, com um aéreo 360 de backside, foi Pedro Tanaka, também do Mackenzie.

Por Fábio Maradei

Compartilhe.