No último domingo de 2018 o Circuito Cearense de Surf conheceu todos os seus campeões em mais um evento que ficará marcado na história do surf alencarino, o Tchelle Pecém Pro. Pela primeira vez o certame cearense do esporte dos Reis Havaianos coroou seus campeões na paradisíaca Praia do Pecém, que apesar da variedade e qualidade em suas ondas, nunca havia recebido uma etapa oficial do estadual da modalidade.

Charlie Brown/ Foto: Lima Jr

Na principal categoria da competição o show foi comandado por Charlie Brown, que  assumiu a liderança do circuito ainda na segunda etapa mantendo-se na ponta do ranking até a conquista do título.

Na quarta e última etapa Charlie não deu chances para que seus adversários o surpreendessem, vencendo praticamente todas as baterias que disputou, inclusive a grande final, onde mostrou todo o seu talento, sintonia e comprometimento com o objetivo da conquista do título para ficar com os troféus da etapa e do circuito.

A caminhada para o título da principal categoria da competição começou com a ausência do então vice líder do circuito, o potiguar Israel Júnior, que não compareceu à quarta e última etapa deixando o caminho aberto para Charlie. Contudo, o local da Leste-Oeste ainda teria que enfrentar o Bicampeão Brasileiro de Surf Profissional, Messias Félix, que além de herdar a vice liderança do ausente Israel Júnior, vinha de uma vitória contundente na terceira etapa do circuito, chegando ao Pecém determinado a brigar pelo título, cravando, inclusive, a melhor média registrada no evento, 17.35pts, ainda na segunda fase da competição.

Mas, apesar das investidas, Messias acabou se despedindo da competição e da briga pelo título na mesma semifinal em que Charlie Brown carimbou o passaporte para a final conquistando assim o título do Circuito. E mesmo já tendo atingido seu principal objetivo, Charlie foi embalado para a final onde superou Artur Silva, Michel Roque e Edvan Silva, respectivamente, segundo, terceiro e quarto colocados.

Estou muito feliz em ter conseguido desempenhar bem meu trabalho e conquistar meus objetivos. Cheguei aqui no Pecém sabendo que teria que surfar muito para conquistar esse título, porque como todos sabem, o nível dos competidores cearenses é muito alto. Graças a Deus deu tudo certo. Agora, é focar em 2019 e ir com tudo em busca do Bi”, declarou Charlie Brown.

Na principal categoria entre os amadores, a Open, o roteiro seguiu o mesmo script dos profissionais, com o campeão do circuito, Emanuel Vieira, faturando também a etapa do Pecém, trazendo consigo Rafael Tigrão, em segundo, Jeová Rodrigues, em terceiro e José Mendes, na quarta colocação.

Na Open Feminino os destaques ficaram por conta de Ariane Gomes e Luzimara Sousa, respectivamente campeãs da etapa e do circuito. Iris Sousa terminou a etapa na terceira colocação com Mayra Oliveira completando o pódio.

Entre os Juniors, Anderson Guilherme levou a melhor na etapa, com o local do Paracuru Thiago Eduardo terminando na segunda colocação, Lucas Bezerra em terceiro e Levy Batista em quarto. Destaque para Lucas Bezerra que além de faturar o título do Circuito na categoria Junior, venceu também na Mirim, abocanhando inclusive o título desta categoria. Ruan Gomes, Raoni Rocha e Gabriel Victor completaram o pódio da Mirim.

Na categoria que reuniu os mais experientes competidores do estado, a Kahuna, o título do circuito ficou nas mãos de Cardoso Júnior, com Rogério Dantas conquistando o troféu da etapa, trazendo Cardoso Júnior em segundo, Wagner Menezes em terceiro e Jorge Gringo em quarto. Rogério também faturou o título da etapa na categoria Master, com Duda Carneiro ficando em segundo, Carlos Santana, em terceiro e Alexandre Gonçalves, em quarto. O grande campeão do circuito foi o local da Praia da Leste-Oeste, Carlos Santana.

Na Senior Juvemar Silva levou a etapa com Duda Carneiro terminando em segundo, Luca Alex em terceiro e Jeová Rodrigues em quarto, faturando também o título do circuito na categoria.

Na categoria mais clássica do circuito, a Longboard, os pranchões deram mais um show de habilidade e perícia com Johne Quest conquistando os títulos da etapa e do circuito. Em segundo ficou Vitinho Jeri, em terceiro, Ícaro Lopes e na quarta colocação, Natinho Rodrigues.

Na categoria Iniciante o grande vencedor foi Pedro Rian. Na segunda colocação ficou Guilherme Lemos, em terceiro, Raone Rocha e em quarto, Cauet Frazão. Ítalo Oliveira foi o campeão do circuito.

Na Gromet o campeão da etapa foi Phelype Silva, com Carlos Zion em segundo, Rilary Silva, na terceira colocação e Keven Slater, na quarta colocação.

Entre os locais o vencedor foi Rafael Tigrão, com José Mendes em segundo, Emerson em terceiro e Glauber em quarto.

Na categoria Surf Adaptado o destaque foi o retorno de Francisco Atanásio Bichinho, à Colônia, a mesma praia em que ele protagonizou performances memoráveis na década de 1990.

“Vocês não podem imaginar o prazer que foi poder voltar a surfar em uma das minhas praias preferidas. Estou muito feliz e agradecendo a Deus essa oportunidade. Viver é fantástico! Obrigado a todos que tornaram essa experiência possível. Esse troféu, com toda certeza, é o mais importante de minha vida”, declarou Bichinho.

Por George Noronha

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.