O paulista Miguel Pupo, o catarinense Alejo Muniz e o carioca Lucas Silveira, foram os primeiros brasileiros a passar para a fase dos 48 melhores do QS 6000 Vissla Sydney Surf Pro na Austrália. Na terça-feira, foram disputadas as seis primeiras baterias da segunda fase masculina. O defensor do título desta etapa, Jessé Mendes, acabou eliminado em sua estreia na bateria vencida por Lucas Silveira.

Jessé até começou bem em sua primeira defesa do título na terça-feira. Ele largou na frente com nota 6,33 em sua primeira onda, porém não conseguiu nenhuma outra boa para somar e terminou em terceiro lugar com 11,00 pontos. Já o carioca Lucas Silveira aproveitou bem as duas melhores ondas que surfou para vencer a bateria por 14,07 pontos com notas 7,50 e 6,57. O francês Marc Lacomare tirou a maior nota – 7,90 – e passou em segundo lugar com 13,67 pontos, enquanto o havaiano Elijah Gates ficou em último com 10,53.

Assim como Lucas Silveira, o paulista Miguel Pupo já havia estreado com vitória no confronto anterior. Ele surfou quatro ondas boas e computou as notas 7,50 e 7,67 das duas melhores para totalizar 15,17 pontos. Na briga pela segunda vaga, o australiano Reef Heazlewood atingiu 12,76 para despachar o marroquino Ramzi Boukhiam e o norte-americano Taylor Clark.

E na bateria que fechou a terça-feira de ótimas ondas de 3-4 pés em Manly Beach, o catarinense Alejo Muniz ganhou por pouco a disputa pelo segundo lugar na bateria vencida pelo sul-africano Matthew McGillivray. A vitória foi por exatos 13,00 pontos, contra 11,83 do brasileiro e 11,63 do costa-ricense Carlos Muñoz, eliminado junto com o japonês Joh Azuchi.

Por João Carvalho

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.