Os ciclistas brasileiros fizeram a festa na disputa do Abierto Across Internacional, em Córdoba, na Argentina. Classificada como UCI S2, a prova ofertou 80 pontos para os campeões das elites nos rankings olímpico e mundial. No lugar mais alto do pódio após as três etapas entre sexta (21) e domingo (23) esteve Luiz Cocuzzi, seguido de Guilherme Muller e José Gabriel Marques, em segundo e terceiro lugares, respectivamente.

José Gabriel na prova argentina (Marcelo Rypl / marcelorypl.com)

A competição teve início com o contrarrelógio (XCT) em um circuito de 6 km. No sábado (22), foi a vez do short track (XCC), em uma pista reduzida de aproximadamente 1,5 km. No dia decisivo, a principal disputa: o cross country olímpico (XCO) em um circuito de 9 km por volta. Guilherme Muller concluiu a disputa com o tempo somado de 2h11min45, 1min02 atrás do campeão Luiz Cocuzzi. Já José Gabriel fechou em 2h13min19, 19 segundos à frente do quarto colocado, Gonzalo Lokman (ARG). Dario Gasco (ARG) completou o pódio em quinto lugar.

“Me senti bem dentro da competição e consegui entregar meu melhor, embora eu não estivesse 100% fisicamente, por sentir o cansaço na minha quinta prova consecutiva com viagens longas e desgastantes. Fiquei surpreso com o segundo lugar no XCT. No XCC, por um vacilo, acabei perdendo a segunda colocação, porém nada que me atrapalhasse na classificação geral. No XCO a intenção era acelerar e forçar o Cocuzzi, já que na luta pelo segundo lugar eu estava com uma folga considerável. Acabei acertando uma árvore na terceira volta, o que definiu o resultado. Não cheguei a cair, mas perdi segundos preciosos na disputa e encerrei com o vice-campeonato”, relatou Guilherme, mineiro de Monte Sião.

Por Gustavo Coelho

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.