ABRASPO quebra recordes na Pororoca

Abraspo realiza grandes eventos na alta temporada da Pororoca 2016. Com recordes nacionais e internacionais a ABRASPO mostra para o Brasil e ao mundo que a pororoca está mais viva do que nunca. A temporada de surf na pororoca do ano 2016 tem sido generosa com os caçadores das mais longas ondas do planeta. E, a ABRASPO-Associação Brasileira de Surf na Pororoca, entidade oficial do surf na pororoca no Brasil, reconhecida pela Confederação Brasileira de Surf, tem aproveitado para realizar grandes projetos e fomentar a prática da modalidade surf nas ondas de maré.

18º Surf na Pororoca de São Domingos do Capim-Quebra do Recorde Brasileiro-Foto-Jeremy Dias (9)No mês de abril a ação foi a realização do 18º Surf na Pororoca de São Domingos do Capim-PA, o mais tradicional evento do surf na pororoca do Brasil. As atividades começaram com a Ultramaratona de SUP protagonizada por Gilvandro Júnior, um dos pioneiros que há quase duas décadas desbravou o desconhecido e temido fenômeno das matas brasileiras junto com o núcleo de destemidos surfistas paraenses que viria a se tornar a ABRASPO. A expedição que percorreu os mais de 130km que separam Belém do Pará do município de São Domingos do Capim, saiu no dia 06/04 de um dos pontos turísticos mais conhecidos da Capital paraense, o Complexo Turístico Ver-o-Rio, finalizando a maior travessia de SUP já realizada no estado do Pará após quase 60h de intenso esforço e superação com a chegada de Gilvandro ao município de São Domingos.

Na sequência, logo após a chegada do Ultramaratonista de SUP Gilvandro Júnior à Capital Mundial da Pororoca, foi a vez dos gladiadores marajoaras mostrarem sua arte no Pororoca Fight, evento que reuniu grandes nome do MMA paraense e abriu oficialmente as atividades do 18º Surf na Pororoca no Município de São Domingos do Capim-PA. Ainda na sexta-feira, 08/04, o Presidente e fundador da ABRASPO, Noélio Sobrinho, convocou toda sua Diretoria e os surfistas que já se encontravam em São Domingos, para o reconhecimento da bancada onde seriam realizadas as duas tentativas para a Quebra do Recorde Brasileiro de Surf na Pororoca nos dias 09 e 10, ocasião em que todos ficaram impressionados com o tamanho e a qualidade da onda que quebrou muito antes do Mirante do Toyo.

Quebra do Recorde Mundial para o Guinness Book-Foto-Divulgação ABRASPO (9)Nos últimos 8 anos devido às intervenções humanas como a destruição das matas ciliares e o consequente assoreamento do leito do rio além de outros fatores, a pororoca de São Domingos praticamente havia se tornado uma pequena marola. Entretanto, esse ano a onda ressurgiu com boa formação, tamanho e sobretudo, duração, tendo sido mapeada em toda sua extensão por Noélio, que garantiu estar chocado com o que viu. “Estou muito feliz com o que tive a oportunidade de presenciar. Nos últimos anos assisti com muita tristeza o fenômeno perder força e em alguns locais até deixar de existir. Voltar a São Domingos do Capim e ver a pororoca reagindo e quebrando uma onda muito parecida com a que tive a oportunidade de presenciar pela primeira vez no ano de 1999, é motivo de muita alegria para todos nós que fazemos a ABRASPO. Inclusive já estamos avaliando a possibilidade de São Domingos sediar uma etapa do Circuito Brasileiro de Surf na Pororoca ainda esse ano”, declarou Noélio.

No sábado, 09, além do surf diurno, o momento alto do evento foi o Surf Noturno, que rolou ao som das melhores bandas de Rock e Reggae da região e levou centenas de pessoas para o Mirante do Toyo até a madrugada de domingo, quando um grupo de destemidos aventureiros surfou a forte onda em uma operação arriscada e perigosa. Os paraenses Noélio Sobrinho, Gilvandro Júnior, Severino Júnior e Zé Cosme Local, além dos cearenses Marcelo Bibita e Eduardo Gondim desafiaram os perigos da pororoca e da noite escura de Lua Nova para provar mais uma vez que a equipe da ABRASPO é a mais bem preparada para as ações mais complexas do surf na pororoca em qualquer lugar do mundo.

18º Surf na Pororoca de São Domingos do Capim-Surf Noturno-Foto-Jeremy Dias (16)

E para finalizar mais um grande projeto, no domingo todos os surfistas presentes se reuniram para concretizar a Quebra do Recorde Brasileiro de Surf na Pororoca, estabelecido pela primeira vez ano passado e homologado pelo Rank Brasil, empresa brasileira responsável pelo registro dos recordes nacionais. “Estamos muito satisfeitos com os mais de 100 surfistas de diversas partes do Pará, do Brasil e do mundo que vieram para São Domingos do Capim em busca de entrar pra história como um dos recordistas e tão logo o número definitivo do novo Recorde Brasileiro seja homologado, este será divulgado pela ABRASPO, finalizou Noélio Sobrinho.

ABRASPO participa de mais um recorde para o Guinness Book – No mês de março alguns membros da Associação Brasileira de Surf na Pororoca estiveram no município de Arari, no estado do Maranhão, para dar suporte ao estabelecimento de mais um recorde para o Guinness Book, o de maior distância percorrida por um humano e um cachorro em uma onda de maré. O feito foi concretizado pelo Bicampeão Mundial de Dog Surf, o Labrador Bono e seu Tutor, Ivan Moreira. As excelentes ondas do Rio Mearim garantiram a incrível marca de 1.690,5m percorridos em 8’36”min no dia 10 de março do corrente ano, o que garantiu mais um Recorde Mundial para a pororoca brasileira.

18º Surf na Pororoca de São Domingos do Capim-Foto-Jeremy Dias (8)

O 18º Surf na Pororoca de São Domingos do Capim contou com o Patrocínio do Governo do Pará, Fundação Cultural do Estado do Pará e Assembleia Legislativa do Estado do Pará através dos Deputados Airton Faleiro, Carlos Bordalo, Chicão, Eduardo Costa, Lélio Costa, Márcio Miranda, Olival Marques, Ozório Juvenil e Sefer. Homologação: CBS-Confederação Brasileira de Surf. Promoção e Organização: ABRASPO e Fepasurf.





Fotos Jeremy Dias

Por George Noronha

Compartilhe.